Não, não é terrorismo islâmico

Os chefes do Partido Democrata negaram que a bomba que explodiu em Nova York, ferindo 29 pessoas, fosse um ato de terrorismo.

Agora o FBI deu a ficha do suspeito de ter cometido o atentado: trata-se de Ahmad Khan Rahami, um afegão.

Cinco de seus familiares foram presos ontem à noite.

Faça o primeiro comentário