ACESSE

Netanyahu e Gantz anunciam governo "de unidade" em Israel

Telegram

O premiê israelense Benjamin Netanyahu e o principal líder da oposição, Benny Gantz, anunciaram nesta segunda-feira que chegaram a um acordo e farão um governo “de unidade” no país.

Com isso, Israel evita aquela que poderia ser a quarta eleição em um ano.

Os termos do acordo ainda não foram divulgados. Segundo a imprensa israelense, o plano é que Netanyahu continue governando o país pelos próximos 18 meses. A partir daí, Gantz assumiria o cargo também por um ano e meio.

Na semana passada, como noticiamos, o presidente de Israel, Reuven Rivlin, havia pedido ao Parlamento que chegasse a um acordo para a formação de um novo governo — pois Netanyahu e Gantz não haviam se acertado. Mas o Likud — partido de “Bibi” — e o Azul e Branco, de Gantz, prosseguiram as negociações.

Segundo os dois líderes, o novo governo será formado até o fim de mês, e a prioridade neste momento é enfrentar a pandemia da Covid-19.

Ontem, como registramos mais cedo, milhares de israelenses foram às ruas ontem protestar contra Netanyahu. Os manifestantes usavam máscaras e respeitavam a distância de dois metros entre eles.

Leia também: Leia Crusoé e O Antagonista+ por apenas R$ 1,90

Comentários

  • Teresa -

    Unidade com Netanyahu significa a continuação da corrupção.

  • Rebeca -

    O q m chamou a atenção nessa notícia foi o comportamento dos manifestantes d lá. Algo impensável d ser reproduzido aqui, dado o fiasco do q tivemos ontem. O brasileiro é mesmo lamentável.

  • Gilberto -

    Conseguiram um acordo, isso é bom, aqui o único acordo é propina para todos, a despeito da crise que vive o pais

Ler 4 comentários