No Irã, 300 mortos em 3 dias, segundo a Anistia

No Irã, 300 mortos em 3 dias, segundo a Anistia
Anistia Internacional critica "ineficácia" de autoridades no caso da vereadora Marielle Franco. Na foto, Antônio Francisco da Silva, pai de Marielle.

Pelo menos 300 pessoas morreram no Irã, no mês passado, durante protestos contra a alta nos preços dos combustíveis que se converteram em manifestações contra o regime islâmico, diz a Anistia Internacional.

De acordo com a entidade, os casos aconteceram apenas entre os dias 15 e 18 de novembro. As vítimas incluem manifestantes, jornalistas, defensores de direitos humanos e estudantes.

No início do mês, a Anistia estimou o total de mortos em 200. Esse número, porém, foi revisado após denúncias de repressão em larga escala por parte do governo iraniano.

Lava Jato coloca a lupa sobre os negócios de Lulinha, que agora é alvo preferencial das investigações. CONFIRA
Mais notícias
TOPO