ACESSE

No Reino Unido, Boris Johnson se esquiva de perguntas sobre crise conjugal

Telegram

Na reta final da campanha entre os dois finalistas da disputa pela liderança do Partido Conservador no Reino Unido — que acabará determinando quem será o próximo primeiro-ministro –, uma crise conjugal envolvendo Boris Johnson e sua companheira, Carrie Symonds, se transformou em um dos assuntos em pauta.

No fim de semana, a polícia de Londres foi acionada por vizinhos do ex-prefeito da capital em função de uma briga entre Johnson e Carrie. Segundo o The Guardian, houve relatos de gritos, portas batendo e xingamentos na residência do casal.

“Não acho que as pessoas queiram ouvir este tipo de coisa”, afirmou Johnson ao ser questionado sobre o assunto. Ele venceu as cinco rodadas de votação até aqui e é considerado o favorito a suceder Theresa May.

A última etapa da escolha do novo líder do Partido Conservador está aberta a todos os mais de 160 mil filiados à legenda, que já começaram a votar pelo correio. O vencedor deve ser anunciado até o dia 22 de julho.

Faça de conta que a Lava Jato não existiu. É isso que os inimigos da operação querem. Leia mais

Comentários

  • Jorge -

    Estes bandidos ao fazem ajudar o Moro a ser cada vez mais protagonista de nossa história.

  • Gabriel -

    E tudo agora é agressão a mulher. Notaram? Bem engraçado isso.

  • Gabriel -

    Exato. Tem medo de homem. Até os v34d0s.

Ler 14 comentários