O autor do massacre foi morto

O autor do massacre em Las Vegas foi morto.

Ele disparou centenas de tiros de uma janela no trigésimo-segundo andar do Mandalay Bay Hotel.

Sua acompanhante está sendo procurada pela polícia.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Embora o calor do momento diga o contrário estatisticamente armas não tem ligação com violência. Digam o q disserem mas muitos países possuem altos índices de armas e pouquíssima violência, alguns tem pouquíssimas armas e muita violência, outros com poucas armas e pouca violência. Não existe esta relação, além do que os estados americanos com mais armas ñ são os mais violentos, e quase sempre os ataques ocorrem em lugares específicos onde as pessoas são obrigadas a ficarem desarmadas.

Ler mais 20 comentários
  1. Embora o calor do momento diga o contrário estatisticamente armas não tem ligação com violência. Digam o q disserem mas muitos países possuem altos índices de armas e pouquíssima violência, alguns tem pouquíssimas armas e muita violência, outros com poucas armas e pouca violência. Não existe esta relação, além do que os estados americanos com mais armas ñ são os mais violentos, e quase sempre os ataques ocorrem em lugares específicos onde as pessoas são obrigadas a ficarem desarmadas.

  2. Enquanto aqui no Brasil cria-se lei liberando geral a entrada de estrangeiros sem nenhum critério. Os EUA com todo aparato de segurança, vigilância e inteligência vive sob a égide do terror, fico a pensar no Brasil da Abin.

  3. Já já aparecem as bichinh@s socialistas progressistas dizendo para os EUA deviam proibir as armas (que nem o ¨pacífico¨ Brasil, né!?) e que ¨armas são feias e fazem dodói¨!

    1. Em média 50% do aparato das policia no Estados fica no quartel cuidando de papelada, cavalaria, bandinha, etc. E quando não estão no quartel, muitos estão correndo atrás de motoqueiro e motorista para obter uma propina. Quem acha que entupir de policia vai resolver o problema só pode ser um tipo especial de idiota. Um dos maiores problemas do Brasil é má administração publica. O segundo maior problema é os mal intencionados que querem a todo tempo criar uma nova “conta” para os cidadãos pagar!

    2. Diego, que ironia! O autor cita John Lennon. Aqui na região, sudoeste de Minas, há um grande número de crimes rurais. Está havendo um êxodo rural por segurança. Eu estou fazendo o caminho contrário e defendo que quem more em áreas rurais tenha arma e se caso precisar de manutenção que busque uma autorização para o deslocamento. O que precisamos é de uma polícia bem paga, estrutura e atuante. Quem for pego com arma e não for policial ou segurança em serviço que tenha penalidade. O cidadão comum não deve andar armado e só segurança não quer dizer tudo. Há países muito seguros onde o nível de felicidade é baixíssimo.

    3. O modelo pode ser o Japão, onde há restrição rigorosa de armas e é um dos países mais seguros do mundo e onde não há atentados em escolas periodicamente. Há países onde há um muito grande de armas e com um baixo nível de mortes por armas de fogo. A segurança habita em outro endereço e não nas armas de fogo da população.

    4. É só comparar o indice de homicios no Estado em que está Las Vegas com qualquer Estado desarmado brasileiro.Pegar um caso, exceção, para comparar com a normalidade,não é boa medida.

    5. Quem serve de modelo civilizatório? A Suiça atenderia a seus padrões de exigência? Lá todo cidadão tem sua arma de fogo, o Exército suiço é a população inteira.

    6. Quem vc quer então como ¨modelo civilizatório¨ aqui para este fim de mundo?
      Cuba??
      KKKKKKK!
      Quando alguém começa uma frase dizendo, ¨não sou petista¨, ¨não sou comunista¨, etc , pode saber que lá vem mortadela com mortadelices!!
      KKKKKKK!

    7. Não sou comunista, muito ao contrário, e sou a favor da restrição ao porte de armas. Os EUA são uma potência econômica e tecnológica, mas não servem de modelo civilizatório.

  4. Daqui mais ou menos uma ou duas horas, parte da grande imprensa americana e TODA a grande imprensa brasileira(esta última principalmente) estarão discutindo que a SOLUÇÃO para este tipo de problema é o DESARMAMENTO. Até o final da semana estarão CRAVANDO que se houvesse DESARMAMENTO, proibicão do comércio de armas, nada haveria acontecido. Sobre o atirador, a imprensa vai usar vários EUFEMISMOS, já que o “PROBLEMA” definitivamente são as armas. A velha boçalidade esquerdista de sempre.
    Podem prestar atenção.

    1. Pode apostar que os jornalistas esquerdistas politicamente-corretos bichinnh@s estão com seus delicados dedinhos coçando para escrever sobre desarmamento tanto os daqui,, no já desarmado (menos os bandidos) Bananão, quanto os de lá!