O Bolsonaro chileno

No Chile, no domingo que vem, a esquerda vai tomar uma sova da direita.

O candidato socialista apoiado por Michelle Bachelet, que foi eleita com propina da OAS, tem 20% nas pesquisas eleitorais.

O candidato da direita, Sebastián Piñera, tem o dobro disso e pode vencer no primeiro turno.

A novidade, porém, é representada por outro candidato: José Antonio Kast, que o jornal El País chamou de “Jair Bolsonaro chileno”.

Leia um trecho da reportagem:

“Aclamado por um grande número de militares reformados, afirmou defender ‘com orgulho’ a obra da ditadura de Auguto Pinochet (…).

O candidato independente é frontalmente contrário ao aborto, em todas as suas formas. Kast promete que, se for eleito presidente, revogará a norma que autoriza o aborto no Chile em caso de estupro, risco à vida da mãe e má formação fetal (…).

Embora o Estado chileno seja laico desde 1925, o aspirante à presidência propôs em seu programa de Governo que todas as escolas públicas tenham um professor de religião.

Tanto a criminalidade como os imigrantes estiveram em sua agenda de campanha. Como forma de combater os roubos, Kast se mostrou a favor de que os civis tenham armas em casa para se defender.”

Comentários

  • Freddy -

    O Bolsonaro chileno entende de economia. Mas o Pinera salvará o Chile da Bachelet.

  • Jorge -

    "Tanto a criminalidade como os imigrantes estiveram em sua agenda de campanha. Como forma de combater os roubos, Kast se mostrou a favor de que os civis tenham armas em casa para se defender.” Isso é mentira, no Chile é permitido qualquer cidadão ter arma em casa, compra sem burocracia só com identificação e atestado de sanidade mental.

  • Verdade -

    Esse negocio de direta x esquerda, só é pauta para esses celerados do Bolsonaro. O antagonista que adora controvérsias, e que esta precisando dos clicks desses celerados, só esta cumprindo o seu papel, servir alfafa 24 horas, 7 dias aos celerados!

Ler 36 comentários