O desespero dos venezuelanos nas fronteiras

Centenas de venezuelanos que viajaram durante dias depois de deixarem seu país – a maioria de ônibus, mas alguns a pé – foram impedidos de atravessar a fronteira da Colômbia para o Equador em razão da nova exigência de um passaporte válido, determinada pelo presidente equatoriano, Lenín Moreno, que entrou em vigor no sábado, registra O Globo.

Resultado: dezenas deles decidiram enfrentar o risco de detenção e simplesmente cruzaram a fronteira sem portões e pouco vigiada.

“Não temos dinheiro, precisamos seguir em frente agora e recomeçar nossas vida”, desabafou a professora de escola primária Mayerly Isaguirre, de 37 anos, ofegante por estar arrastando seus pertences pela colina íngreme do lado da fronteira equatoriana.

Ela viajava com o namorado e planejava cruzar a fronteira com sua carteira de identidade venezuelana para procurar emprego no Peru, onde familiares chegaram com sucesso semanas atrás — mas os dois foram impedidos pelo novo regulamento.

O governo peruano também anunciou que passou a exigir passaportes dos venezuelanos.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 36 comentários
  1. Por isso devemos votar em Bolsonaro 17, a última chance de liberdade neste país. Caso contrário, adeus liberdade, adeus justiça, fim do Brasil. FHC disse que está junto com Lula e contra Bolsonaro.

  2. Para quem não acredita que o Brasil possa virar uma Venezuela, um dos primeiros passos foi o desarmamento da população, assim governam sem ser incomodados, matam quem quiser. Comunistas/socialistas.

  3. Os socialistas e globalistas do PT, PSDB e MDB ajudaram e criar essa tragédia, apoiando os governos de Chavez e Maduro. Parabéns, seus canalhas! Quem vai pagar o pato são as populações. Canalhas.

  4. A maioria desses refugiados tem o perfil muito parecido com o animal irracional que ainda quer votar em Lula. Certamente, a maioria deles votou em Chávez e Maduro. Voltem para seu país!

  5. Tudo isso que está acontecendo conta com a total cumplicidade e apoio de nossas FFAA, principalmente do EB sob o comando do Gen Sérgio Etchegoyen, comunista de primeira hora.

    1. apoio das forças armadas? ce quer dizer, falta de recursos do GOVERNO FEDERAL, que nao ta NEM AI pros brasileiros locais e os proprios refugiados, ne capa palida?

  6. Esse Lenin Moreno é bolivariano mas não é burro..deu um pé na bunda dos venezuelanos desesperados com seu colega comunista!!!Bando de esfarrapados,Lenin poderia arrancar dinheiro deles como?

  7. Tá uma zona e os ibéricos, pra variar, não tem competência pra resolver nada. O Tio do segundo andar vai acabar tendo que invadir aquela republiqueta do Maduro pra botar ordem na casa…

  8. É o governo venezuelano exportando a miséria gerada por Chavez e Maduro e quem sabe até aproveitando para enviar terroristas treinados para promover baderna e violência em países vizinhos.

  9. A esquerda é um luxo de lixo! E se pergunta a eles falam: esse aí não é o Socialismo certo. Mas nós sabemos qual é o certo. Ninguém até hoje entendeu as instruções de Marx. Kkkk…!

  10. viva maduro viva lula viva lula viva dilma roussef viva a diplomacia brasileira que se apoia taradas estupradores pedófilos e tudo que nao presta e lula sobe, esse povo do Brasil se identifica

  11. Eu fico imaginando o quanto essa professorinha professou a maravilha do socialismo, os heróis dele, aos pobres aluninhos, que viam seus cérebros sendo comidos pela maravilha levada a eles por ela.

  12. Invadir a Venezuela . Depor e prender os comunistas. Fuzilar Maduro e Tarek El Assimi por crimes contra a humanidade. Mas isso , se nós fossemos a geração grandiosa, que lutou e venceu a segunda GUERR

  13. Colômbia, Equador e Peru, ninguém deixa essa gente entrar como se a casa fosse a da mãe joana, somente banânia o faz. Isso nem deveria ter começado assim e tem que acabar é pra ontem!!!!

  14. Já o número de venezuelanos que devem atravessar a fronteira brasileira deverá aumentar, devido à política de “fronteiras abertas” q o impopular, enrolado e irresponsável Michel Temer resolveu adotar.