O fim do chavismo

“O regime chavista caminha para seu fim”, comenta o Estadão, em editorial.

E esse fim deve ser sangrento:

“O referendo era um dos últimos se não o último caminho pacífico e legal que restava para a mudança de que o país precisa, tanto para não cair de vez na ditadura pura e simples como para superar a profunda crise econômica e social em que o chavismo o mergulhou. Daqui para a frente, como só restou à oposição o apelo às manifestações populares, das quais já deixou claro que não abre mão, o risco de conflitos só tende a crescer”.

Hoje foi convocada uma manifestação. Espera-se que não haja sangue.

Faça o primeiro comentário