O PT votou contra

Os deputados ainda não votaram o projeto de lei de Raul Jungmann suspendendo a Venezuela do Mercosul, mas ontem à tarde eles aprovaram uma moção de repúdio contra a escalada autoritária de Nicolás Maduro.

O PT votou contra.

O deputado petista Padre João disse que “não nos cabe ingerência em relação ao governo da Venezuela”. Ele também associou o ditador venezuelano a Dilma Rousseff, com o argumento de que “estes que estão apoiando a moção vêm querendo ferir a nossa democracia em um terceiro turno, falando em impeachment”.

Para tentar se manter no poder, Nicolás Maduro convocou o ministro da Defesa e colocou os militares venezuelanos em estado de alerta máximo, dizendo que “a ordem para se destruir a pátria de Simón Bolívar partiu dos Estados Unidos”.

Como disse Padre João, ele não quer “ferir a democracia”. Prefere matá-la.

Padre João defende a democracia bolivariana

Faça o primeiro comentário