O Rio disse “sim”; Roma diz “não”

Assim a prefeita de Roma, Virginia Raggi, explicou por que a capital italiana abriu mão da candidatura para sediar a Olimpíada de 2024:

“É irresponsável dizer sim a essa candidatura. (…) Não temos nada contra as Olimpíadas, mas elas viraram um negócio. Não às Olimpíadas dos tijolos. Na prática, elas são uma espécie de cheque em branco assinado pelos países-sede. As Olimpíadas são um sonho que se torna pesadelo. É um negócio para os grandes lobbies, os grandes construtores”.