O sábio Inca em Davos

O portal Vermelho, que pertence ao PC do B, descreveu os ritos que serão celebrados durante a posse de Evo Morales, marcada para hoje: 

“Cerca de 200 amautas, os sábios indígenas, preparam a cerimônia. Evo Morales chegará às nove da manhã a Tiwanaku para o cerimonial que terá sua sede entre a pirâmide de Akapana e o templo de Kalasasaya e estará escoltado o tempo todo por mais de quinhentos Ponchos Rojos, a sua guarda. O primeiro presidente indígena da Bolívia receberá uma “limpeza” por dois sacerdotes antes de vestir trajes originários e, da parte superior da pirâmide de Akapana, fará oferendas à Pachamama ou Mãe Terra a base de doces, álcool e folhas de coca”.

Em seguida, de acordo com o antigo costume Inca, serão sacrificados mediante estrangulamento duzentos meninos e meninas entre 6 e 15 anos.

Seis chefes de Estado vão comparecer à cerimônia: os de Equador, Paraguai, Venezuela, Peru, Costa Rica, Trinidad Tobago e, evidentemente, Brasil.

Para prestigiar Evo Morales, Dilma Rousseff, a ex-guerrilheira de esquerda, renunciou a Davos, enviando em seu lugar o sábio amauta Joaquim Levy, que levará oferendas a base de impostos e aumento de tarifas à Moody’s e à S&P.


A múmia Juanita, sacrificada durante a posse de Evo Morales