O segundo jihadista

O segundo terrorista da igreja na Normandia foi identificado.

Trata-se de Abdel Malik Nabil Petitjean.

Em 2015, ele tentou entrar na Síria para se juntar ao Estado Islâmico. Duas vezes.

Menos de um mês atrás, em 29 de junho, ele finalmente foi detido e fichado pela polícia.

Não adiantou nada.

Quatro dias antes da degola do padre Jacques, de fato, um serviço de inteligência estrangeiro alertou as autoridades francesas sobre a iminência de um atentado. Não se sabia o nome do jihadista, mas foi divulgada a fotografia de Abdel Malik Nabil Petitjean. Espantosamente, ninguém foi capaz de associar a imagem do terrorista à ficha de polícia.

É preciso fechar a polícia.

Abdel Malik Nabil Petitjean (à direita)