O temor existe

Boris Nemtsov foi assassinado com quatro tiros nas costas.

Ele era o principal opositor de Vladimir Putin. Neste domingo, participaria de um grande comício em Moscou.

Nos últimos tempos, Nemtsov vinha denunciando sobretudo a guerra secreta de Putin no leste da Ucrânia e, segundo seus colaboradores, estava prestes a publicar um relatório sobre o envolvimento de tropas russas no país, com detalhes muito comprometedores para o governo.

Perguntaram-lhe recentemente se ele não temia ser morto por Putin. Ele respondeu: “Espero que não, mas o temor existe”.