Odebrecht quer punição a quem vazou vídeo sobre Venezuela

Em nota, a Odebrecht disse que vai pedir ao STF e à PGR que apurem o vazamento de um vídeo no qual seu presidente na Venezuela confessa ter pago US$ 35 milhões à campanha de Nicolás Maduro.

O vídeo da delação de Euzenando Azevedo foi divulgado no Twitter por Luisa Ortega Díaz, a procuradora-geral destituída pela ditadura de Maduro após abandonar o chavismo.

Azevedo afirmou na delação que a campanha chavista chegou a pedir US$ 50 milhões à empreiteira. A Odebrecht só aceitou pagar os US$ 35 milhões.

Comentários

  • Luis -

    Brasil ridículo! Já devia ter aplicado maior rigidez a estes que encobrem os crimes que deveriam confessar.

  • Walter -

    Esses esquerdeiros sujos, odeiam o capital só até a pagina 20, depois se prostituem como todo bom comunista/socialista/vagabundista,.....vide Lulla e o PT.

  • El -

    Bandido preso, agora poderá entrar com processo no STF, contra seu possível dedo-duro ou o policial que o prendeu...os ministros de toga garantem 99% de suce$$o! #VergonhaBrasil

Ler 25 comentários