ACESSE

Odebrecht quer punição a quem vazou vídeo sobre Venezuela

Telegram

Em nota, a Odebrecht disse que vai pedir ao STF e à PGR que apurem o vazamento de um vídeo no qual seu presidente na Venezuela confessa ter pago US$ 35 milhões à campanha de Nicolás Maduro.

O vídeo da delação de Euzenando Azevedo foi divulgado no Twitter por Luisa Ortega Díaz, a procuradora-geral destituída pela ditadura de Maduro após abandonar o chavismo.

Azevedo afirmou na delação que a campanha chavista chegou a pedir US$ 50 milhões à empreiteira. A Odebrecht só aceitou pagar os US$ 35 milhões.

O Mais Terrível Ditador De Esquerda em atividade na América do Sul ainda está vivo. Será que ele vai cair? Acompanhe aqui!

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 25 comentários