OEA não reconhece ‘novo mandato’ de Maduro

A Organização dos Estados Americanos decidiu hoje não reconhecer a legitimidade do segundo mandato do ditador venezuelano, Nicolás Maduro, registra a Folha.

A resolução do conselho permanente da OEA foi aprovada por 19 votos a favor —entre eles o do Brasil—, seis contrários, oito abstenções e uma ausência.

No documento, a entidade lembra que, em junho de 2018, tinha declarado que o processo eleitoral da Venezuela era ilegítimo –a votação excluiu representantes da oposição e descumpriu padrões internacionais, entre outros problemas.

Por isso, prossegue o texto da OEA, o novo mandato do ditador venezuelano é fruto desse processo ilegítimo –uma maneira diplomática de dizer “fraude”.

Será que o novo presidente se dobrará à velha política? Entenda aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. A Venezuela desde Chaves foi um dos casos mais mau resolvido por parte dos que tinham poder para interferir. O Obama foi um irresponsável total, sem contar que chamou o Lula de “o cara”.

Ler mais 28 comentários
  1. A Venezuela desde Chaves foi um dos casos mais mau resolvido por parte dos que tinham poder para interferir. O Obama foi um irresponsável total, sem contar que chamou o Lula de “o cara”.

  2. A criminosa Gleisi é tão maligna que consegue desonrar ainda mais o combalido PT. Ela é uma ruína, está enferma. Arrastará o PT para a agonia final. Faça mais, Coxa, detone o que puder! Agradec

  3. 🇧🇷 Um país com uma inflação de hum milhão % por ano boicote da União europeia, OEA de quase a totalidade da América do Sul vai ficar infernal para população maduro vai acabar morto.

  4. A posse deveria ocorrer na Assembleia, hostil ao inepto. Até membros do Judiciário estão picando a mula. Três milhões de cidadãos deixaram o país. Mais 5 milhões poderão fazer o mesmo.