Oito são condenados por assassinato de jornalista saudita Jamal Khashoggi

A Justiça da Arábia Saudita anunciou hoje as sentenças finais de oito acusados de matar o jornalista Jamal Khashoggi.

Os cinco que haviam sido condenados à morte tiveram as penas reduzidas para 20 anos de prisão, depois que a família do jornalista informou ao tribunal não ter interesse na execução deles.

Dos outros três, um foi condenado a dez anos de prisão e dois, a sete anos.

Os nomes dos condenados não foram divulgados pelo Tribunal Penal de Riad e o processo foi inteiro conduzido sob sigilo.

Khashoggi trabalhava no jornal The Washington Post e era um crítico do regime saudita e principalmente do príncipe Mohammed bin Salman. O jornalista foi morto em 2018, no consulado saudita na Turquia.

Críticos das condenações afirmam que o príncipe foi o mandante do crime e deveria ter sido acusado.

Leia mais: STF: sucessor de Toffoli terá dificuldades para reparar os danos provocados pelo antecessor
Mais notícias
TOPO