OMS admite possibilidade de transmissão do coronavírus pelo ar

A Organização Mundial da Saúde reconheceu nesta terça-feira (7) “evidências emergentes” de transmissão pelo ar do novo coronavírus.

“Temos conversado sobre a possibilidade de transmissão pelo ar e transmissão por aerossol como uma das modalidades [no caso] da Covid-19”, declarou Maria Van Kerkhove, principal autoridade técnica da organização para a pandemia de Covid-19.

Antes, a OMS afirmava que o novo coronavírus, que provoca a Covid-19, dissemina-se principalmente através de gotículas expelidas pelo nariz e pela boca de uma pessoa infectada, que logo caem no chão.

Nesta segunda-feira (7), porém, 239 cientistas de 32 países cobraram, por meio de uma carta aberta, que a entidade atualizasse suas orientações sobre como a doença respiratória se espalha.

Na carta, os cientistas afirmam que o vírus se move pelo ar em gotículas ainda menores que as geradas por espirro ou tosse e, portanto, é capaz de alcançar distâncias maiores do que dois metros em ambientes fechados.

Em entrevista ao New York Times, especialistas afirmaram que o comitê de prevenção e controle de infecções da OMS estava desatualizado em relação à transmissão aérea do vírus.

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 58 comentários
TOPO