Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

OMS: China precisa cooperar mais com investigação sobre origem do novo coronavírus

Tedros Adhanom reclamou novamente da falta de compartilhamento de dados
OMS: China precisa cooperar mais com investigação sobre origem do novo coronavírus
Reprodução/OMS/YouYube

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, afirmou hoje que a China precisa cooperar mais com a investigação sobre a origem do novo coronavírus, cujos primeiros casos foram identificados em Wuhan em dezembro de 2019.

Esperamos que haja uma melhor cooperação para sabermos o que realmente aconteceu. O primeiro problema é o compartilhamento dos dados brutos, e eu falei, desde a conclusão da primeira fase da investigação, que esse problema tinha que ser resolvido. E o segundo é que houve uma tentativa prematura de reduzir o número de hipóteses, como a do laboratório, na transmissão do coronavírus para os humanos”, disse em entrevista a jornalistas em Genebra.

No final de março, Tedros Adhanom já havia reclamado publicamente da falta de acesso a dados da China sobre origem do novo coronavírus durante a visita de integrantes da agência ao país, no início do ano. À época, a OMS divulgou um relatório praticamente descartando a hipótese de que o novo coronavírus vazado de um laboratório.

A tese, no entanto, ganhou força depois que um grupo de cientistas publicou uma carta na revista Science citando a falta de informações confiáveis sobre a origem do novo coronavírus e pedindo uma nova investigação. Nessa direção, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, solicitou às agências de inteligência do país no final de maio um relatório sobre o tema. Foi definido um prazo de 90 dias para a conclusão da apuração.

Mais notícias
TOPO