OMS condena ‘nacionalismo da vacina’

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, voltou a pedir neste domingo que os governos adotem uma estratégia em conjunto para o desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19.

“Deixe-me ser claro: o nacionalismo da vacina vai prolongar a pandemia da Covid-19, não encurtá-la. A única maneira de se recuperar mais rápido é nos recuperando juntos.”

Ele manifestou preocupação com o ressurgimento da doença em vários países.

“Em todo o mundo, continuamos a ver um ressurgimento de casos quando os países reabrem suas sociedades e economias muito rapidamente.”

Como publicamos, a entidade registrou um aumento diário recorde nos casos globais de Covid-19 no sábado. Foram 465.319 casos contabilizados no mundo em apenas 24 horas.

Leia mais: Os leitores de O Antagonista não agonizam com polêmicas fake.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 23 comentários
TOPO