ONU denuncia execuções na Venezuela

Telegram

Um relatório do Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos que será apresentado na sexta-feira, dia 5, por Michelle Bachelet denuncia que a ditadura de Nicolás Maduro na Venezuela cometeu execuções sumárias e uma série de outras violações.

O documento foi elaborado após uma recente visita de Bachelet a Caracas.

A apresentação do relatório vai acontecer na reunião do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra.

Segundo o texto, o regime de Maduro, especialmente a partir de 2016, adotou instrumentos ilegítimos e ilegais para “neutralizar, reprimir e criminalizar” as oposições.

“Uma série de leis, políticas e práticas restringiu o espaço democrático, desmantelou o equilíbrio institucional e permitiu graves violações”, diz o comunicado.

Comentários

  • denise -

    uai, o que deu na Bachelet? Não dá pra tampar mais o sol com a peneira?

  • CLÁUDIO -

    Só por ter nos libertado disso, meu voto em Bolsonaro já valeu.

  • André -

    Nada de nova, é apenas socialismo como sempre foi, é e será. E a ONU não vai fazer nada.

Ler 28 comentários