“Pai Hamel”: o padre degolado

O padre degolado hoje por terroristas chamava-se Jacques Hamel e tinha, na verdade, 86 anos.

Ele nasceu em 1930, em Darnétal, e há mais de cinco décadas era sacerdote na igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, onde foi brutalmente assassinado.

Conhecido pelos fiéis como “Pai Hamel”, o religioso poderia ter se aposentado aos 75 anos, mas dizia se sentir forte para continuar trabalhando.