Para entender os “coletes amarelos”

O movimento dos “coletes amarelos”, que sacode a França, começou com um objetivo específico: forçar o governo de Emmanuel Macron a voltar atrás no absurdo aumento dos combustíveis — uma “taxa ecológica” destinada a forçar os cidadãos a deixar o carro em casa.

Não demorou para que o movimento agregasse outras insatisfações, como as de desempregados e sindicalistas desejosos de manter privilégios e evitar o prosseguimento das reformas modernizadoras na legislação trabalhista.

Diante da falta de pulso do governo, como não poderia deixar de ser, vândalos da periferia parisiense se juntaram à massa de manifestantes, para praticar os atos de selvageria vistos ontem.

O movimento dos “coletes amarelos” não tem ideologia. Guardadas as devidas diferenças, ele é como se fosse uma combinação da explosão de raiva coletiva de 2013 no Brasil com a greve dos caminhoneiros que parou o país este ano. Mas o movimento francês passou a ser explorado tanto pela extrema-esquerda como pela extrema-direita — que, nas figuras de Jean-Luc Mélenchon e Marine Le Pen, agora pedem novas eleições.

Certa imprensa insiste em apontar o dedo somente para a extrema-direita, mas os relatos ouvidos por este site mostram que, em meio à turba multifacetada que aterroriza Paris, a maioria dos ideológicos é composta por extremistas de esquerda. Eles gritam contra “a direita no poder”, xingam as forças de ordem de “nazistas” — e se juntam alegremente aos vândalos da periferia para ferir policiais, queimar carros, pilhar lojas e incendiar prédios.

Você precisa saber quem são os novos 'donos do poder'. E precisa saber AGORA

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

    1. Nao era. Mas com osao aproveitadores, agora é. E o pior: ngm teve coragem de coloca-los pra fora… ou seja, PSOL x PSDB mesmo.

Ler mais 164 comentários
    1. Nao era. Mas com osao aproveitadores, agora é. E o pior: ngm teve coragem de coloca-los pra fora… ou seja, PSOL x PSDB mesmo.

  1. Uau como devem ser chique os black blocks de Paris, arrancam as pedras da Champs Elysee e atiram nas vidraças de lojas como Prada e Dior, é o ápice do vandalismo. Só faltaram assaltar Le Bon Ma

  2. QUEREM SEPARAR O MUNDO…. a minoria de esquerda quer padronizar a pobreza tendo todo o povo do planeta, subservientes as vontades e desejos ideológicos e a riqueza alheia. Tudo regando a “soros”.

  3. São os infiltrados islamo-esquerdistas de sempre, para descreditarem os verdadeiros movimentos dos verdadeiros franceses e acusarem a ‘direita’ de “extrema-direita”!

  4. A esquerda é a mesma em qualquer lugar do mundo. Não trabalham e nem estudam e nos protestos são os que queimam pneus, põe fogos em carros e onibus, destroem patrimônios, picham paredes, quebram

    1. Kkkk! Começou com os black blocks, que são idênticos aos coletes amarelos, e terminarão com a eleição de algum político de direita, assim como aconteceu nos EUA e aqui, pois o povo não aguenta

  5. Os vândalos de Paris são a versão francesa dos blackblocs no Brasil. Filhos de imigrantes, vivem nas periferias da cidade e a maioria não trabalha nem estuda. São os nem-nem franceses.

    1. A outra opção era François Hollande, “filhote” político de Miterrand, mas teve um governo péssimo, ou Marine Le-Pen, que dispensa comentários!

  6. Mais 1 motivo do Britain Exit ou Brexit. C/ fronteiras abertas p/ UE, o fluxo terrorista e de esquerdopatas virou festa. A UE implodirá e poucos dos 27 países sairão ilesos. Há muito q/ se resgata

    1. Porém, diz o Dr. Molion (climatologista) que a indústria de usinas nucleares também faz lobby contra combustíveis fósseis. E a França é a país do mundo que mais depende da energia nuclear.

    2. E eu que pensei que era uma conspiração para reduzir o desenvolvimento de países mais pobres. Não é que os caras estão nessa também!

  7. A esquerdalha da imprensa SEMPRE mente.O fato é que peso colossal do estado francês deficitário pela política da esquerda social-democrata durante décadas, hoje está entrando em colapso.lll.

  8. Só posso sorrir, quando alguns comparam o presidente da Franca com o prwsidente do Brasil, como esse tivesse mais importante do que o Presidente da França perante o cenário mundial.

  9. Um BABACA sem pulso no comando do país + O acolhimento irresponsável de imigrantes de nível execrável + Esquerda terrorista se aproveitando do caos = A França será destruída por essa corja.

  10. Falando em crise, esta semana o governador bandido do PT da Bahia anunciou que a Bahia está quebrada. Esperou terminar a eleição para dar essa “ótima” notícia. Façam uma matéria a esse respei

  11. Pena que não estejam pedindo a cabeça de Macron, por alta traição à Nação. Os franceses seguem pagando pelo terror perpetrado na Revolução Francesa, é um país em franco derretimento.

  12. Os amarelinhos de lá são os vermelhinhos daqui. Fico imaginando o q/seria do Brasil se a disputa eleitoral fosse entre Haddad e Alkmin e o Chuchu ganhasse. Bolsonaro tem respaldo total do exército.

  13. atos de violência vistos ontem? a França está um caos há 10 dias…não sai nenhuma nota na imprensa. nem aqui. Só falam dos coletes amarelos etc…tem muito mais coisa por trás. Macron deve cai

  14. Maxime Nicolle avisou que houve séria proposta de apoio ao movimento, para que este se transforme em algo maior (como ocorreu no Brasil), desde que se afastem de vândalos, sindicatos e políticos.

  15. Então se repete na França o q aconteceu no Brasil em 2013. Os Black Blocs aqui espantaram os manifestantes q, dps, aprenderam a neutraliza-los. Os franceses q se mirem nos brasileiros d verde/amarel

  16. Novidade. Macron precisa fazer modernizações nas relações do trabalho na França e menos subsídios do Estado. Isto precisa ser feito. Agora, ele mistura os canais ao “taxar ecologicamente” o di

  17. O melhor comparativo ao que está ocorrendo na França com este ótimo texto são as manifestações de 2013, induzidos pela esquerda e explodiu na queda da mesma ideologia. É a “Primavera Árabe”

    1. Foi o que pensei. Tudo a ver com os arruaceiros que fizeram o brasileiros do bem em um primeiro momento, terem medo de ir às ruas. Bagunça e queima de pneus não é novidade entre nós.

    1. Ecologista ridículo. Cupincha de Soros.Crítico de Bolsonaro e de Trump. Pra ele, carro de pobre, que não pode comprar gasolina cara, polui e carro de rico, não. Tem que fazer novas eleições na F

    1. Eles desconhecem o que é o liberalismo. E vai piorar. O banco central europeu não parou de imprimir dinheiro desde a crise de 2008, não resolveu e agora está no limite.

  18. em 2001 em Paris, muçulmanos tentaram me agredir no meu 1ºdia lá! Eram 3, meu marido me puxou e saímos da situação! ISSO ,travessando um sinal! A França morreu! Drogados, terrorismo, ladrões,

    1. Homens com “rostos cortados por faca”, “fuga de ladrões”??? Que horror!! Começo a crer que vc esteve na Síria e não na França. Parece mais cena de Pedrinhas, no MA.

    2. Ceni, desconfio que você esteve em um bar de Saint Denis, às 3h da madrugada, ou em Barbès, no mesmo horário. Em Paris não existe isso que vc falou.

    3. perdi a conta dos homens com os rostos cortados por faca! perdi a conta das inúmeras fugas dos ladrões! Entrar em lojas, correria para fugir de ladrões, … , em quase todos os lugares !!!!

    4. psicose em rotação mil, quase fomos presos pq trocávamos filme da máquina, perto do Louvre! no entanto matança, roubalheira e drogas É FREE

    1. Mila, Mila, acorde!!! Trabalhadores honestos não fazem quebra-quebra de bens públicos nem dos privados, bem como não saqueiam o comércio após as quebradeiras que eles protagonizaram.

    2. Tirando que eles não são baderneiros, mas sim cidadãos que estão insatisfeitos com um modelo que tá falindo no mundo todo.

    1. Vão ter que chamar os americanos de sempre, pra salvá-los. Aqueles americanos que tomaram a França , sobretudo Paris, de volta pra eles, na segunda guerra mundial. E eles nem agradecem.

  19. — A esquerda comun odeia Macron, FATO. Logo qualquer movimento contra Macron vai ser aparelhado, FATO. A esquerda faz qualquer negócio pra destruir a oposição mesmo contra suas causas

    1. Este é o problema quanto coloca várias pautas contaminadas pela ideologia globalista: taxar o diesel pela taxa ecológica. É preciso resolver esta questão de forma mais científica e menos manipul

    1. Trump tem razão: os franceses na segunda guerra já estavam aprendendo a falar alemão quando os americanos os libertaram. A França só não é alemã por conta dos americanos. Malagradecidos!!!!

    2. A cerca de um mês, numa comemoração do fim da guerra, este Macron tratou Trump grosseiramente, enquanto rendia homenágens a Angela Merckel. Um mal agradecido.

  20. Macron é um Dória presidente, num momento Temer. Um conservador de verdade faz falta à França. Não sei se o país está pronto para questionar-se nesse nível. Acho que continuará perdendo tempo

    1. E negociava com o PT para vender os caças para o Brasil. Mas no final os suecos também deram uma propinazinha pro Lula e daí escolheram o preferido da FAB.

    2. Ah mas esses bitolados de direita. O último presidente da França era do partido conservador (Nicolas Sarkozy), e foi preso por corrupção.

    1. Tevereforma trabalhista e corte imposto sindical obrigatório e que PT e os capachos fizeram? Meia dúzia gato pigado em protestos e aquelas conversas fiada que só acreditam.

  21. A imprensa brasileira na sua maioria é” colete vermelho” mesmo. Parece que ser de direita pra eles é fechar com os milicos, ou ser débil de ideias. Ainda estão no século passado.

    1. Os franceses (e o resto do planeta)estão colhendo até hoje os “frutos podres”da revolução francesa. O ideólogo de toda esta porcaria é Jean Jacques Rousseau. No caso de sua mãe, sou a favor d

  22. Governantes filhos da putas…incentivam a produção de autos depois…enchem o consumidor de multas.impostos….querem que automóveis fiquem decorando as garagem …vadios… Eles mesmos não dispe

  23. São os baderneiros de sempre que talvez não puderam viajar para o encontro do G 20 em Buenos Aires, mas marcaram a presença em Paris e a policia como sempre se mostra defensora dos direitos

    1. Os coletes amarelos são movimentos que capachos do Soros não são capaz de controlar. A esquerda ignora, mas movimento anti-sistema estar se espalhando no mundo todo.