Parlamento Europeu culpa Bolsonaro para rejeitar acordo UE-Mercosul

Parlamento Europeu culpa Bolsonaro para rejeitar acordo UE-Mercosul
Foto: Marcos Corrêa/PR

Deputados do Parlamento Europeu aprovaram um emenda ao relatório que trata do acordo de livre comércio entre União Europeia e Mercosul. De acordo com essa emenda, ele não pode ser ratificado porque o Parlamento está “extremamente preocupado com a política ambiental de Jair Bolsonaro, que vai contra os compromissos feitos no Acordo de Paris, em particular no combate ao aquecimento global e à proteção à biodiversidade”. E o texto conclui: “Nestas circunstâncias, o acordo UE-Mercosul não pode ser ratificado como está.”

A emenda foi aprovada nesta terça-feira (6), por 345 votos a favor e 295 contra, com 56 abstenções. A votação não significa que o acordo já tenha sido rejeitado.

A revisão jurídica do relatório ainda não foi concluída. Ele ainda precisa ser aprovado pelo Conselho Europeu, pelo plenário do Parlamento Europeu e pelos parlamentos dos países-membros da UE. Além, é claro, pelos membros do Mercosul.

Leia mais: Escolhido por Bolsonaro. Aprovado por Gilmar e Toffoli
Mais notícias
TOPO