Pesquisador holandês diz ter acessado Twitter de Trump; site nega

Em entrevista à imprensa holandesa, o pesquisador e expert em cibersegurança Victor Gevers disse ter acessado a conta de Donald Trump no Twitter.

Gevers alega que não precisou hackear a conta —apenas adivinhou a senha, que seria “maga2020!”. “MAGA” é Make America Great Again (faça a América grande novamente), célebre slogan da campanha do presidente dos EUA.

O pesquisador disse ainda ao jornal holandês De Volkskrant que a facilidade com que acessou a conta de Trump sugeria que o presidente americano não estava usando medidas básicas de segurança, como verificação em duas etapas.

O jornal relata ainda que, um dia depois de obter acesso, Gevers percebeu que a verificação em duas etapas foi ativada na conta de Trump, e o Serviço Secreto dos EUA entrou em contato dois dias depois —segundo Gevers, para agradecer por ele ter chamado a atenção para a falha de segurança.

O Twitter, porém, afirmou não ter “evidência” de que o acesso indevido à conta do presidente dos EUA aconteceu e alegou que já adota medidas extras de segurança para as contas dos principais participantes das eleições deste ano.

Leia mais: Quem acredita em “vacina do Doria” ou “vacina do Bolsonaro” precisa abrir os olhos.
Mais notícias
TOPO