Poste de Evo Morales aumentou gasto público quando ministro

Na Crusoé, Duda Teixeira ouviu analistas sobre as ideias econômicas de Luis Arce, poste de Evo Morales que foi eleito para a Presidência da Bolívia.

Segundo eles, quando foi ministro da Economia de Evo, Arce aumentou o gasto público para, alegadamente, estimular a demanda interna, e grupos favoráveis ao governo foram os principais beneficiados.

“Arce não é um tecnocrata. O modelo que ele implementou na Bolívia estava carregado de ideologia. Ele o entendia como uma das etapas para alcançar o socialismo ao estilo cubano”, diz o economista Mauricio Ríos García.

LEIA AQUI a reportagem da Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: Dinheiro nas nádegas: e se você não soubesse disso?
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 12 comentários
TOPO