Premiê de Israel diz que país precisa 'de vacina, não de eleição'

Premiê de Israel diz que país precisa de vacina, não de eleição
Foto: Flickr, primeiro-ministro de Israel

Deputados de Israel aprovaram em votação preliminar nesta quarta (2) a dissolução do Parlamento –que, se for confirmada por mais três votações legislativas, levará o país a ter sua quarta eleição em menos de dois anos.

A proposta ganhou força depois que o ministro da Defesa, Benny Gantz, acusou o primeiro-ministro Binyamin Netanyahu de quebrar as promessas que levaram ao acordo político entre os dois.

Em discurso, Netanyahu criticou a dissolução do Legislativo e disse que o país “precisa de vacina [contra a Covid-19], não de eleição”.

LEIA MAIS na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: As notas exclusivas da Crusoé são fonte de informação indispensável para entender o que ocorre na capital federal e adjacências.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários
TOPO