Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Presidente da Argentina pede desculpas por declaração racista

Alberto Fernández foi às redes sociais afirmar que não quis 'ofender ninguém' com frase sobre os argentinos chegarem em 'barcos'; não citou os brasileiros, que disse 'virem da selva'
Presidente da Argentina pede desculpas por declaração racista
Foto: Twitter, via Fotos Públicas

Diante da repercussão negativa de sua fala racista  —“os mexicanos saíram dos índios, os brasileiros saíram da selva, mas nós, os argentinos, chegamos em barcos. E eram barcos que vinham da Europa”—, Alberto Fernández foi às redes sociais pedir desculpas nesta quarta (9).

“Afirmou-se mais de uma vez que ‘os argentinos descendem de navios’. Na primeira metade do século 20, recebemos mais de 5 milhões de imigrantes, que conviveram com nossos povos nativos. Nossa diversidade é um orgulho”, escreveu o presidente da Argentina.

“Não quis ofender ninguém. Em todo caso, a quem se sentiu ofendido ou invisibilizado, mando desde já minhas desculpas”, acrescentou Fernández.

Nenhuma referência aos descendentes de escravos negros na Argentina. Nem aos brasileiros, a quem o poste de Cristina Kirchner chamou de “vindos da selva”.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
TOPO