Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Presidente da Coreia do Sul sugere proibir consumo de carne de cachorro

A prática é comum no país, mas não é bem recebida pela comunidade internacional; ativistas têm pressionado o governo por mudanças na lei de proteção animal
Presidente da Coreia do Sul sugere proibir consumo de carne de cachorro
Foto: Wikimedia Commons

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, sugeriu nesta segunda-feira (27) proibir o consumo de cachorro no país. A prática é comum entre os sul-coreanos, mas não é bem recebida pela comunidade internacional.

“Não chegou a hora de considerar, de forma prudente, a proibição do consumo de carne de cachorro?”, perguntou Moon ao primeiro-ministro, Kim Boo-kyum, de acordo com um porta-voz do governo.

Segundo o jornal britânico The Guardian, cerca de 1 milhão de cachorros são consumidos na Coreia do Sul por ano. Diante deste cenário, ativistas têm pressionado o governo para criminalizar a prática, e a tradição virou um tabu entre os mais jovens.

Moon Jae-in tem vários cachorros no complexo presidencial. A lei de proteção animal do país tem como objetivo principal evitar o massacre cruel de cães e gatos, mas não veta o consumo em si.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....