Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Procurador pede que premiê do Haiti seja acusado pelo assassinato de presidente

O procurador-geral do Bed-Ford Claude disse que Ariel Henry conversou por telefone com um dos principais suspeitos do ataque no dia do crime
Procurador pede que premiê do Haiti seja acusado pelo assassinato de presidente
Foto: Gabinete do Primeiro-ministro do Haiti

O procurador-geral do Haiti, Bed-Ford Claude, pediu à Justiça que o primeiro-ministro Ariel Henry seja acusado de participação no assassinato do presidente Jovenel Moïse, em 7 de julho deste ano.

Em carta enviada ao juiz Garry Orelien, responsável pelo caso, Claude disse que registros telefônicos mostram que Henry falou duas vezes no dia do crime com Joseph Badio, ex-funcionário do Ministério da Justiça e um dos principais suspeitos do ataque a tiros.

Existem elementos comprometedores suficientes que formam a [minha] convicção sobre a necessidade de imputar o Sr. Henry e solicitar sua acusação pura e simples”, afirmou Claude no documento.

Badio está foragido. Na semana passada, Claude emitiu uma intimação policial convocando Henry a prestar depoimento sobre sua relação com o ex-funcionário do Ministério da Justiça.

O governo haitiano diz que presidente foi morto por um grupo de mercenários, que incluía militares colombianos aposentados. Até o momento, mais de 20 pessoas foram presas.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO