Procuradoria pede prisão de vice do Equador por caso Odebrecht

O procurador-geral do Equador, Carlos Baca, pediu à Justiça a prisão preventiva do vice-presidente do país, Jorge Glas, informa a Folha.

Glas, que era vice de Rafael Correa e manteve o cargo com o novo presidente, Lenín Moreno, é acusado pelo delator José Conceição Santos Filho de ter recebido propina de US$ 16 milhões da Odebrecht.

O vice-presidente nega a acusação e diz que prefere ser preso a fugir de modo “covarde”.

6 comentários

  1. O JUDICIÁRIO SE DEBRUÇA EM TEORIAS QUE JUSTIFIQUEM AS NÃO PRISÕES.
    E, PARA PROVAR QUE TUDO AQUI É MESMO “DIFERENTÃO”, O CORRUPTO
    PREFERE FUGIR DE MODO COVARDE A SER PRESO.

  2. Vai preso, em alguns acaba a valentia – bacia turca, banho frio e colchão de cimento não é pra qualquer um – e aí começa a Lava Jato versão equatoriana. É capaz do Rafael Correa ir em cana antes do Luizinacio.

  3. O Gilmar logo logo vai entrar no Peru, abrindo a roda da fortuna em escala internacional, ao som de – ‘Vamos abrir a roda, enlarguecer, (2x), tá ficando apertadinha, por favor, abra a rodinha, meu amor, abra a rodinha (…)!

Comentários temporariamente fechados.
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.