Putin alerta para "luta de todos contra todos" se não houver cooperação

Putin alerta para “luta de todos contra todos” se não houver cooperação
Foto: Sputnik/Mikhail Klimentiev

Vladimir Putin alertou à plateia de Davos sobre a possibilidade de uma “luta de todos contra todos” se não houver cooperação entre os países. O relato é da CNBC.

“A pandemia do [novo] coronavírus tornou-se um grande desafio à humanidade, e acelerou mudanças estruturais, cujas condições já existiam”, disse Putin nesta quarta (27).

“Temos toda razão para acreditar que as tensões podem ser ainda mais agravadas”, alertou o presidente da Rússia, citando especialistas que comparam a atual situação internacional à das décadas de 1920 e 1930, às vésperas da II Guerra Mundial.

Putin acrescentou que a crise da pandemia aumentou a estratificação social, o populismo e o radicalismo de esquerda e direita, e que os processos políticos domésticos estão ficando mais violentos.

“Tudo isso não pode não ter impacto nas relações internacionais, tornando-as menos estáveis e previsíveis”, disse.

“No século XX, o fracasso e a incapacidade de resolver centralmente tais questões resultaram na catastrófica II Guerra Mundial. Claro, hoje em dia tal conflito aquecido não é possível, espero não ser possível em princípio, porque significaria o fim de nossa civilização. Mas quero reiterar: a situação pode se desenvolver de forma imprevisível e incontrolável se a gente sentar sem fazer nada para evitar. E existe uma possibilidade de a gente experimentar um verdadeiro colapso do desenvolvimento global que pode resultar em uma luta de todos contra todos”.

Leia mais: O impeachment de Bolsonaro entra na agenda.
Mais notícias
TOPO