Putin critica ações 'terroristas' contra a Venezuela

Telegram

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, foi a Moscou passar o pires e recebeu promessas de apoio de Vladimir Putin, registra a agência France Presse.

“Apoiamos seus esforços [de Maduro] para conseguir a paz social e todas as suas ações visando a harmonizar as relações com a oposição”, declarou o autocrata russo, no poder desde 2000.

“E, naturalmente, condenamos todas as ações de caráter evidentemente terrorista, todas as tentativas de derrubar a situação com ajuda da força”, acrescentou Putin.

Na Venezuela, não há ação de caráter mais “evidentemente terrorista” que a repressão imposta pela ditadura aos seus adversários.

Comentários

  • Juliana -

    De ditador para ditador.

  • Petronilo -

    Filho da Putin

  • Pio -

    Em qq lugar, Comunista é Tudo Igual. Idiotas por Natureza.

Ler 67 comentários