Putin: veto no Conselho de Segurança da ONU evita 'ações inaceitáveis'

Putin: veto no Conselho de Segurança da ONU evita ações inaceitáveis
Reprodução/ONU

Vladimir Putin defendeu hoje na Assembleia Geral da ONU o poder de veto, privilégio dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança (Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China).

O ditador da Rússia disse que o poder de veto reflete a força militar de seus detentores, que são também potências com armas nucleares, e ajuda a evitar “soluções inaceitáveis” para conflitos.

O amante da paz, claro, invadiu a Geórgia em 2008 e a Ucrânia em 2014.

Putin defendeu ainda uma aliança na Eurásia, com todos os países dos dois continentes, “sem exceções”.

Leia mais: Exclusivo: o objetivo secreto do 'inquérito do fim do mundo' do STF
Mais notícias
TOPO