Atentado em Paris perto da antiga sede do Charlie Hebdo

Duas pessoas foram esfaqueadas em Paris, na entrada da antiga sede do jornal Charlie Hebdo.

As vítimas, um homem e uma mulher, são funcionários produtora de audiovisuais Premières Lignes, que filmou em janeiro de 2015 os autores do atentado ao jornal fugindo depois de matar um policial na rua. Segundo as primeiras informações, os feridos estão fora de perigo. Os dois estavam fumando na porta do prédio da produtora quando foram atacados.

Os autores das facadas seriam dois. Ambos os suspeitos foram detidos, um deles com a roupa suja de sangue. De acordo com a TV francesa, um teria 18 anos, é de origem paquistanesa e já era conhecido da polícia. O outro suspeito tem 33 anos e é argelino.

O ataque ocorre no momento em que são julgados os cúmplices dos terroristas que perpetraram o atentado contra o jornal.

As autoridades tratam a ocorrência como ato terrorista.

Leia mais: O "Anjo" usou um jet-ski para entrar pelos fundos do Palácio da Alvorada para se encontrar secretamente com Bolsonaro
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 7 comentários
TOPO