ACESSE

Reforma do Código Penal da Argentina: milhares de presos poderão pedir liberdade

Telegram

Segundo o Clarín, será publicado no Diário Oficial da Argentina, na próxima terça-feira, novas mudanças no Código de Processo Penal do país.

Um dos pontos mais controversos da reforma é a medida que pretende limitar a prisão preventiva.

De acordo com o novo Código, a prisão preventiva deverá ser aplicada apenas quando outras medidas coercitivas mais brandas não forem suficientes para garantir o processo.

Segundo o Ministério Público Federal da Argentina, 8.348 pessoas que estão presas poderão pedir a liberdade com base nas novas regras.

O impacto da medida, relata o jornal argentino, poderia beneficiar inclusive ex-funcionários dos governos de Néstor e Cristina Kirchner acusados de corrupção.

A VIZINHANÇA RADIOATIVA DO BRASIL. Leia mais

Comentários

  • José -

    Lá como cá, par defender corruptos libera geral.

  • Aristeu -

    Ladeira abaixo!!!

  • Lucia -

    Lá como cá, não tem jeito, é um acordo by Foro de S Paulo para deixar os todos os países da América Latina na mão de criminosos da esquerda conchavados com o exército do tráfico de drogas e armas.

Ler 66 comentários