"Sempre quis minimizar" ameaça do novo coronavírus, disse Trump

“Eu sempre quis – sempre quis minimizar [o novo coronavírus]. Ainda gosto de minimizar, porque não quero criar pânico”, disse Donald Trump, em 19 de março, ao jornalista Bob Woodward.

A entrevista foi gravada e o áudio foi publicado hoje pela CNN americana.

Trump deu 18 entrevistas a Woodward, jornalista que ao lado do colega Carl Bernstein revelou o escândalo do Watergate, inspirando o livro e o filme Todos os Homens do Presidente. Woodward publicou as conversas com Trump em seu novo livro Rage (Fúria), que será lançado na próxima terça-feira (15).

“Isso [o vírus] é coisa mortal”, disse Trump em 7 de fevereiro. Publicamente, Trump minimizava o que Bolsonaro chamou de ‘gripezinha’, e chegou a dizer que “muita gente achava” que o vírus “iria embora” com o calor de abril, mês de primavera no Hemisfério Norte.

O presidente Trump admitiu, semanas antes da primeira morte por COVID-19 ser confirmada nos EUA, que o vírus era perigoso, altamente contagioso, transmitido pelo ar e “mais mortal do que as gripes mais fortes”.

O livro também traz detalhes de como integrantes do governo alertaram Trump no começo do ano sobre a gravidade do novo vírus – alertas desprezados pelo presidente.

Leia mais: O erro dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 7 comentários
TOPO