A solidariedade francesa com os italianos

Emmanuel Macron, que insultou a Itália porque o país vizinho fechou os portos a imigrantes ilegais, recusou somente em 2018 a passagem de 10.249 africanos e árabes que tentavam passar à França via Itália. Inclusive mulheres e crianças deficientes.

Essa é a solidariedade francesa com os italianos.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 29 comentários
  1. A descolonização foi um grande erro. Ao invés de aceitar miseráveis da África e do Oriente Médio, os países europeus deveriam recolonizar esses países falidos e ir levando o desenvolvimento a essas áreas para que se resolva o problema desses países todos. O que adiantou acabarem com as colônias se o resultado foi fome, miséria e guerras intermináveis?

  2. E ele não fez isso porque não desejasse, mas porque já tem imigrantes suficientes para seus projetos torpes. E sabe que perderia votos, se o caos na França acontecesse antes que os muros do Socialismo estivessem de pé!

  3. Lindo ver a UE se desmantelando! Aguardo ansiosamente a oportunidade de comemorar a queda de Angela Merkel, a ditadora alemã. Mais para frente, será um prazer voltar a falar de Marco alemão, quando o Euro cair também.

  4. existe uma quantidade infinita de pessoas na africa, libia, siria, paquistão… etc.
    .
    a europa vai ficar eternamente recebendo esta gente?
    .
    quem está pagando estes navios (caros) que vão destes lugares até a europa ????
    .
    criou-se a indústria da imigração ilegal
    .
    a responsabilidade dos governantes europeus é com ´o seu povo, não com os povos dos estados falidos ao redor do mundo.

  5. A Europa não é o albergue do mundo e os países estão certos em fechar a fronteira. Na verdade deveriam expulsar toda essa gente ilegal que não produz nada, não pagam impostos e querem sugar os benefícios que foram criados para os cidadãos europeus.
    O Reino Unido é que fez bem em se retirar daquela palhaçada.

  6. Tal qual a França é a Espanha, atualmente nas mãos (garras?) do socialista populista fazedor de média Sánchez. Eles têm razão, o tráfico de humanos levado a cabo pelas ONGs humanitárias internacionais desestabiliza qualquer país. Nessas horas, vale o dito popular “antes ele do que eu”.

    1. Não esquece da Hungria, EUA, Reino Unido e Israel! Aqui, na BANÂNIA, não teremos esse problema, por mais desesperados que estejam, não são loucos de viver neste lugar AMORAL E SEM FUTURO!