Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Spray nasal, não testado em humanos, é aprovado em Israel e na Nova Zelândia

Spray nasal, não testado em humanos, é aprovado em Israel e na Nova Zelândia
Reprodução/via The Times of Israel

Um spray nasal que promete combater o novo coronavírus foi aprovado para venda em Israel e na Nova Zelândia. A reportagem foi publicada nesta segunda (22) pelo The Times of Israel.

Segundo a inventora do spray Enovid, Gilly Regev, o spray pode ser usado para prevenção de qualquer infecção respiratória viral. Ela é uma das fundadoras da empresa SaNOtize, fabricante do Enovid.

O Ministério da Saúde israelense forneceu aprovação provisória para venda do Enovid para maiores de 12 anos. A fábrica da SaNOtize deve produzir de 200 mil a 500 mil unidades até maio.

Regev reconheeceu ao jornal israelense que os experimentos com Enovid ocorreram fora do corpo humano, em tubos de ensaio, e portanto não comprovam a eficácia do spray em pessoas.

Uma comitiva liderada pelo presidente Jair Bolsonaro viajou a Israel no começo do mês para, entre outras coisas, conhecer um spray nasal. Mas foi de outra marca, o EXO-CD24.

No sábado (20), a Época publicou que o governo não assinou sequer uma carta de intenções sobre o tema.

Em tempo: pelo ranking de vacinação do New York Times, Israel já vacinou 58% de sua população com pelo menos uma dose, estando em 2º lugar no mundo, atrás apenas de Seicheles, um pequeno país na costa índica da África.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO