Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Suicídio de Alan García foi fuga covarde, afirma Bretas

Em palestra na Câmara de Comércio Brasil-EUA, em Nova York, Marcelo Bretas disse que o suicídio de Alan García foi uma forma “covarde” de o político fugir de um eventual erro.

García, ex-presidente do Peru, era acusado de ter recebido propina da Odebrecht e se matou com um tiro na cabeça há dez dias, depois de ter prisão preventiva decretada pela Justiça de seu país.

“A gente tem feito um trabalho razoável, tanto que outros países da América Latina usam material da Lava Jato para investigar seus ex-presidentes, presidentes. Recentemente um deles cometeu suicídio, o que é lamentável”, declarou o juiz da Lava Jato no Rio.

“Acho que as pessoas têm que encarar a acusação e se defender, e não fugir de uma forma covarde de eventual erro”, completou.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO