“Terrorista, não mártir. O fim de uma mentira”

No Corriere della Sera, o jornalista Pierluigi Battista escreve sobre o fim da mentira criada em torno da figura de Cesare Battisti, “um terrorista, não um mártir”.

Leia o trecho que destacamos:

“A captura e a extradição do fugitivo Cesare Battisti coloca um ponto final na lenda que alterou a verdade e transformou em mártir da liberdade, em escritor perseguido pela opressão do Estado italiano, um terrorista dos Proletários Armados pelo Comunismo (Pac), que, segundo as sentenças dos tribunais italianos, assassinou em 1978 pelas costas o policial Antonio Santoro, e depois, em 1979, o agente Andrea Campagna, atingido na cabeça, e no mesmo ano (materialmente) o açougueiro Lino Sabbadin e (organizacionalmente) o joalheiro Pier Luigi Torregiani, assassinados por vingança porque haviam reagido a roubos para financiar os Pac. A prisão e a entrega de Battisti à Justiça italiana não é uma vingança com sinal trocado: o Estado de Direito não prevê e não admite vinganças. Mas é a reparação de um erro, o princípio de que um assassino serial deve cumprir pena como todos os outros cidadãos pegos pela Justiça que não têm a possibilidade de mobilizar anfitriões internacionais capazes de justificar e enobrecer proezas criminosas.

Esquecendo cinicamente o sofrimento das vítimas de Battisti, uma falange falante de intelectuais franceses, apoiados por intelectuais italianos atordoados pelo ópio ideológico, e infelizmente com o suporte do preconceito “inocentista” da Anistia Internacional, antes inimiga dos abusos verdadeiros que se consumiam no mundo, começou a martelar a opinião pública com um campanha diversionista na qual o pedido de extradição da Itália vinha equiparado à prepotência de uma tirania que queria meter as garras num livre pensador. A corporação de escritores mobilizou a defesa do colega “escritor”. Foi divulgada a fake news segundo a qual o réu Battisti não teria gozado de todas as garantias que o Estado de Direito considera intocáveis no exercício da defesa: uma mentira. O próprio Estado italiano foi pintado como uma máquina opressiva que, depois de tantos anos de fatos contestados, queria devorar um dissidente. A campanha produziu os seus frutos. Primeiro na França e depois no Brasil, com o status de “refugiado político” (…). Não é a tirania que coloca as mãos sobre um dissidente, mas um Estado democrático que pode fazer um assassino cumprir a pena que lhe foi imposta ao fim de processos regulares, mesmo que à revelia, uma vez que o condenado já havia fugido para o exterior.”

A esquerda tentou fazer o mesmo em relação a Lula. Não colou.

Paulo Guedes (o 'posto Ipiranga' de Bolsonaro) está disposto a suportar o fogo amigo? LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 92 comentários
  1. Fico muito feliz por esse assassino ir, finalmente para a cadeia e, ao mesmo tempo, entristecido por ver um bando de gente burra que comprou a mentira de que ele é um escritor libertário perseguido.

  2. O cachaceiro fez com Batisti, o que ele fazia e não era preso, dormia no sofá da sala do advogado e apontava seus próprios cumpaheros, só quem leu o livro sabe. Criminoso voraz por causas perdidas

  3. O jornal até que foi legal com o Brasil. Deixou a entender que nosso país foi “induzido” a acreditar que o Cesare Battisti era um refugiado político. Gente boa esse Pierluigi Battista.

  4. Mas que beleza quando o Antagonista replica notícia de jornal de verdade. Ao invés de ficar replicando Fake de São Paulo, podem replicar mais Corriere della Sera, que será sucesso.

  5. Esse terrorista assassino por contar com proteção do pt virou uma celebridade no Brasil em certos círculos ideológicos, chegou a ser “entrevistado” no programa da bobonews “diálogos”com Má

  6. Bolivianos dando o exemplo, mataram o Che Guevara, prenderam o Battisti e falam a verdade em seus jornais. Aqui deixam fugir e o defendem nos jornais. Aprendam com eles PF e mídia podre brasileira.

  7. O presidente do PSOL argumento a diferente. Eu não li o processo mesmo não. Mas um simples político desses espera convencer quem argumentando contra a imprensa e a justiça italiana Eva corte europ

  8. Ideologia como esteio costuma levar a isso, delírios persecutórios, distorção da realidade, etc. Tanto a esquerda como a direita tem de entender que a realidade se impõe ao resto.

  9. o cara que zomba do grelo das mulheres, que apoia mst e outros retardados, que aceitou ser ministro para escapar da cadeia, que nunca pegou um centavo vai ter que engolir, ladrao sem vergonha

  10. e ai STF cumplice, o que tem a dizer, a justiça italiana funciona para o bem do povo, pagador dos salarios, e aqui no brasil pagamos bandidos para defender terroristas e corruptos, vergonha

  11. Embora envergonhados com todas as patacoadas ocorridas desde de 2010, qd os comparsas petistas concederam-lhe, cinicamente, abrigo em nosso país, finalmente paramos de passar essa vergonha.

  12. — A esquerda tem TARA por bandidos e terroristas, não podem ver um que já começa a lam.ber e fazer cafuné na cabeça. Só que esta TARA é descarada demais. Pior é a seita do STF cultuando ban

  13. Eu estou procurando um jeito de cortar a minha parte de financiamento na Globo, mas parece que todas TVs pagas tem canais da emissora. Deveriam criar assinatura do tipo “sem globo”….

    1. a desculpa para nao mostrar a cara vem baseada em mais mentiras, esse idi0ta deveria estar preso por apoiar o terrorismo

  14. Pois é! Deste texto que dedução podemos fazer? No meu pensamento, a esquerda é a mesma no mundo inteiro, ou seja, seus crimes hediondos devem ser aceitos passivamente pelos povos decentes do mundo

  15. Na contra-mão, o nosso criminoso Pizzolato foi devolvido pela Itália e aqui em terras-brasilis foi solto pelo stf, estando apenas proibido de frequentar bares e locais de prostituição…

  16. Cesare Battisti, “um terrorista, não um mártir”. Lula da Silva, um vagabundo, ladrão, filho da put@, lavador de dinheiro, mentiroso, safado, cara de pau, verme e propineiro, não um mártir

    1. Parabéns, você foi tão ou mais competente que o jornalista italiano, descreveu o pinguço safado exatamente como ele é.

  17. Foi o ultimo documento oficial assinado por um IMBECIL, que causou ou tudo isso, esse cara já podia ter caído extraditado a anos atrás, mas eleitores TOUPEIRA elegeram e reelegeram um ANALFABETO.

  18. Sugiro que a partir de amanhã não falaremos mais neste terrorista. Já foi e já está no seu ligar. Fica registrado o legado de um terrorista assassino de estimação do PT e do Lula.

    1. Boa pergunta! Considerando que os partidos de esquerda e os disfarçados de centro-esquerda se alinham numa mesma e nefasta vertente, não fica difícil responder a sua pergunta.

  19. Anfitrioes internacionais ou comparsas internacionais de crime? O mesmo tratamento deveria ser aplicado no Brasil, onde terroristas e assassinos foram postos no poder por um povo alheio a realidade.

  20. A Anistia Internacional virou um lixo! Fora a defesa que faz do aborto. Contra a menor, mais frágil e muda minoria. Um nojo! Não adianta colocar refugiados e afins pedindo $ nas ruas.

  21. Só resta aplaudir este texto, lúcido, também aplaudir o fim de uma história horrenda protagonizada pela esquerda mundial e lembrar que tudo começou na promessa de campanha de Bolsonaro

  22. Não é necessário ser um expert para relembrar, por meio desse texto, os princípios basilares do Estado de Direito. O caso Battisti salta aos olhos, didaticamente, como age a esquerda. Lula?

  23. Que estes criminis8s sejam tratados como tais, sem regalias. Mais ainda este preso daqui que arrebentou com toda a nação! Deveria estar numa solitária sem direito a nenhuma mordomia.

    1. A vergonha não, mas um bom número de jornalistas, acadêmicos, bacharéis e magistrados imbecis ou de má fé sim!

  24. França, essa desgraça de país, antes considerado o “berço do iluminismo”, é hoje um abrigo para o se tem de mais atrasado, se transformando aos poucos numa república islâmica obscurantista.

    1. Ao que parece, fizeram uma escala em Cabo Verde, mas já deixaram a Ilha da Sardenha para trás e se aproximando de Roma. Deve chegar no horário previsto de 08:30. Deste estamos livres.