Theresa May deixa a liderança do Partido Conservador

Duas semanas após anunciar que renunciará ao cargo de primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May deixou nesta sexta-feira a liderança do Partido Conservador britânico.

No entanto, ela seguirá como chefe do governo até que o seu sucessor seja escolhido — o que deve acontecer em julho.

Segundo a BBC, os postulantes à nova liderança dos conservadores — e, por consequência, ao cargo de primeiro-ministro — terão uma semana para inscrever suas candidaturas a partir da próxima segunda-feira, dia 10.

Até o momento, já há mais de uma dezena de membros do partido que manifestaram intenção de entrar na disputa. O favorito é Boris Johnson, ex-prefeito de Londres.

Comentários

  • Edelson -

    A questão senhor deputado, e que o presidente não inspira confiança! Porque o senhor mudou de opinião em relação ao Bolsonaro? Tenho uma suspeita...

  • Pragmático -

    A Direita britânica fez de tudo p/ sair da União Europeia. Conseguiram... afundar a economia do país. Brexit foi o maior arrependimento, até quiseram voltar atrás, tarde d+. Agora é cai-cai.

Ler 2 comentários