Tribunal decreta bloqueio de contas de filha de ex-presidente de Angola

O Tribunal Provincial de Luanda decretou o bloqueio preventivo de contas bancárias pessoais da empresária angolana Isabel dos Santos, seu marido Sindika Dokolo e de Mário da Silva, além de nove empresas nas quais eles detêm participações.

A reportagem é da Agência Lusa.

Isabel é filha do ex-presidente José Eduardo dos Santos, que governou Angola por quase 40 anos. Deixou o cargo em 2017.

De acordo com a PGR de Angola, Isabel dos Santos e seus sócios celebraram negócios com o estado angolano por meio da Sodiam, empresa pública de venda de diamantes, e com a Sonangol, petrolífera estatal.

Com a Sonangol foi constituída a sociedade Esperaza Holding. A estatal entrou com 100% do capital, correspondente a 193 milhões de euros, tendo emprestado à sociedade Exem, de Isabel, 75 milhões de euros, “valores que até a presente data não foram devolvidos”.

Em outro negócio, a Sodiam, também de Isabel, investiu 146 milhões de dólares, por intermédio de um crédito concedido ao banco BIC, mediante garantia soberana do estado angolano, que continua a pagar a dívida “sem nunca ter recebido qualquer lucro até a presente data”.

Com a realização destes negócios, Angola teve um prejuízo de mais de 1 bilhão de dólares, segundo a PGR angolana.

Em novembro de 2017, Isabel foi demitida da presidência da Sonangol por João Lourenço, atual presidente de Angola.

Comentários

  • DAISY -

    Foi para essa turma boa que o Lula liberou empréstimos do BNDES??? Crime de LESA PÁTRIA!

  • Carlos -

    Podem ter certeza que tem um Beiçola por lá.

  • elcio -

    sem contar que, graças ao PT, Angola é o maior devedor do BNDES, ou seja nosso dinheiro, que ao invés de garantir hospitais , educação, segurança, foi parar na mão de ditadores amigos do luladr

Ler 24 comentários