Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Trump chama a Alemanha, aliada dos EUA, de 'delinquente' e anuncia retirada de tropas

Os EUA anunciaram nesta quarta-feira (29) que irão retirar cerca de 12 mil soldados da Alemanha –no mês passado, Donald Trump já anunciara sua intenção de cortar em aproximadamente um terço o contingente de 36 mil soldados americanos no país europeu.

O presidente americano voltou a acusar o país aliado de não cumprir a meta de gastos de defesa da Otan, a aliança militar ocidental, e de obter vantagens comerciais dos EUA.

“Eles estão lá para proteger a Europa. Eles estão lá para proteger a Alemanha, certo? E a Alemanha deveria pagar por isso. A Alemanha não está pagando por isso. Não queremos mais ser otários”, declarou Trump a jornalistas na Casa Branca.

“Então, estamos reduzindo a força porque eles não estão pagando suas contas. É muito simples, eles são delinquentes”, acrescentou o presidente.

A declaração repercutiu mal até entre integrantes do partido do presidente, como Mitt Romney. Rival de Trump entre os republicanos, o ex-presidenciável chamou a fala de “tapa na cara de um amigo e aliado”.

O Pentágono ainda tentou amenizar dizendo que a retirada dos soldados da Alemanha era parte de uma estratégia de longo prazo. Segundo o secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, a movimentação de tropas impediria o enfraquecimento da Otan e seria útil para pressionar a Rússia.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO