Trump demite chefe de cibersegurança que descartou fraude em eleição nos EUA

Trump demite chefe de cibersegurança que descartou fraude em eleição nos EUA
Foto: Andrea Hanks/ Flickr/ The White House

Donald Trump, que odeia ser contrariado, acaba de anunciar a demissão de Christopher Krebs da chefia da Cisa, a agência de segurança cibernética do Departamento de Segurança Nacional dos EUA.

O motivo, é claro, foi o fato de a agência comandada por Krebs não ter detectado nenhum indício de fraude nas eleições americanas –o presidente continua se recusando a admitir a derrota para o rival democrata, Joe Biden.

“As recentes declarações de Chris Krebs sobre a segurança das eleições de 2020 foram altamente imprecisas, pois houve grandes impropriedades e fraudes  —incluindo pessoas mortas votando, observadores de pesquisas proibidos de entrar nos locais de votação, ‘falhas’ nas urnas que mudaram votos de Trump para Biden, votação tardia e muito mais”, escreveu Trump no Twitter em uma lista de acusações sem nenhuma prova, algumas já derrubadas na Justiça.

“Portanto, com efeito imediato, Chris Krebs foi demitido do cargo de diretor da Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura”, completou o presidente.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 58 comentários
TOPO