Trump diz que manterá secretário de Estado

Donald Trump acaba de ir ao Twitter chamar de FAKE NEWS, com maiúsculas, a notícia de que ele pretende demitir seu secretário de Estado, Rex Tillerson.

“Ele não está de saída. Embora discordemos sobre alguns temas (a decisão final é minha), nós trabalhamos bem juntos, e a América voltou a ser muito respeitada!”, escreveu o presidente.

Deve ser a primeira vez que o principal ocupante da Casa Branca faz questão de dizer que, em caso de divergência com um subordinado, é ele que decide.

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Nilson Canali disse:

    Parabéns ao Presidente Donald Trump! Que isso sirva também para a imprensa brasileira comunista que vive querendo pautar o Governo.

Ler comentários
  1. Caio disse:

    Donald Trump: You re hired! NYT and CNN are very fake news. Bing Bing Bong Bong

  2. Thiago disse:

    Trump deixou claro que a imprensa não vai pautar o Governo. Ótimo. O Antagonista está choramingando, como sempre.

  3. Antonio Henriques disse:

    Esse ex-assessor que confessou ter mentido, insiste em dizer "que James Comey foi chamado para se afastar do caso Russia", o que o próprio Comey já foi desmascarado diante do Senado por não ter provas materiais contra Trump. Ou seja, está cheirando a estória requentada esta. Quanto será que levou o ex-assessor?

  4. brunod disse:

    O Antagonista é #FAKENEWS hahahahahahah

  5. Gilberto disse:

    Dá-lhee Trump! O Povo descobriu as Fake News, perderam muita força em muitos países!

  6. jota disse:

    A mídia de lá como a de cá tem os seus prediletos, sua agend$. Pergunta: quando foi que o Antagonista postou algo de POSITIVO do TRUMP nesse tempo?

  7. Rafael Alves de Arruda disse:

    É muito chata esta perseguição da mídia frente ao Trump. Com o Obama,ela se silenciou por vários anos.

  8. tico tico deus é improvável disse:

    Trump! Estamos juntos!

  9. João RS disse:

    A imprensa odeia o Trump por ele ser politicamente incorreto e republicano. Mas o balanço de um ano de gestão é positivo: desemprego baixo, país crescendo, não fez nenhuma besteira no plano internacional, está adotando uma política muito boa de desregulamentação. . Há algumas indefinições, como a área da saúde e a reforma tributária, que vão dizer se a gestão Trump como um todo será bem sucedida. Mas o primeiro ano do Trump é positivo. . Temos que saber separar a fumaça da mídia com os resultados objetivos. Os nºs são todos bons!

    1. É claro que nada disso adianta se confirmarem corrupção envolvendo o Trump. Aí ele merece cair. . O cenário econômico por quanto é positivo. Todos os nºs são bons.

  10. Marco Orgânico disse:

    Ao contrário de cá, lá tem um presidente a altura do cargo!!

  11. Porto Velho disse:

    Essa dá nome aos bois e não está nem ai para mimimi.

  12. Leo disse:

    Trump só o fez (dizer que em caso de divergência com um subordinado, quem decide é ele) para lembrar a FAKE NEWS e os seus detratores que foi-se o tempo que a mídia (imprensa, em búlgaro castiço) dava as cartas. Pelo menos, nos EUA, a imprensa foi colocada em seu devido lugar. Seria glorioso que tal fenômeno acontecesse por aqui.

    1. "Pelo menos, nos EUA, a imprensa foi colocada em seu devido lugar". Ao ler essas linhas, me lembrei do escândalo Watergate e o impeachment do republicano paranóico Nixon. Os filmes "Todos Os Homens do Presidente" e "Mark Felt" mostram bem a cobertura da imprensa sobre o "I'm not a crook". Aguardando ansiosamente pelo novo filme de Spielberg, "The Post", que cobre esse mesmo período nefasto da história dos EUA.