Trump diz ver igreja como "serviço essencial" e defende reabertura

Telegram

Donald Trump defendeu nesta sexta-feira a reabertura de igrejas e outros templos religiosos em meio à pandemia da Covid-19.

Segundo o presidente dos Estados Unidos, as igrejas estariam incluídas entre os “serviços essenciais” — que podem funcionar normalmente durante a quarentena.

“Considero os locais de culto, como igrejas, sinagogas e mesquitas, lugares essenciais que fornecem um serviço essencial”, disse Trump em entrevista coletiva na Casa Branca. “Peço aos governadores que permitam que nossas igrejas e locais de culto reabram imediatamente.”

Trump afirmou ainda:

“Alguns estados definiram clínicas de aborto e lojas de bebidas como essenciais, mas mantiveram fechados igrejas e outros locais de culto. Isso não está certo. […] Se os governadores tiverem algum questionamento, terão de me ligar. Mas já adianto que não serão bem sucedidos.”

Ontem, como noticiamos, Trump afirmou que não “fecharia o país” por causa do novo coronavírus.

Leia também:

Trump é flagrado de máscara: “Não quis dar à imprensa o prazer de ver”

Comentários

  • Marcelo -

    Sossega, topete genocida!

  • Marcos -

    Sim, é essencial, mas é prerigoso, porque gera aglomeração. devia ter um meio termo, tipo só alguns irem por vez e o resto ficar em casa

  • Monica -

    Ele está certissimo! Os estados governados pelos demorats abriram clínicas de aborto, loja de bebidas, salão, barbearia e outras cositas mais como essenciais. Só locais de oração é que não pod

Ler 3 comentários