Uber: Suprema Corte do Reino Unido decide a favor de direitos trabalhistas para motoristas

Uber: Suprema Corte do Reino Unido decide a favor de direitos trabalhistas para motoristas
Foto: reca2g/Pixabay

A Suprema Corte do Reino Unido decidiu nesta sexta (19) que os motoristas de Uber devem ser classificados como empregados e não como autônomos. A informação é da Associated Press.

A decisão abre caminho para os motoristas receberem benefícios como férias remuneradas e salário mínimo.

Os sete juízes rejeitaram por unanimidade recurso da Uber contra decisão que classificou dois motoristas como “trabalhadores” sob a lei britânica.

A Uber tem cerca de 65 000 motoristas ativos no Reino Unido.

A decisão esclareceu que os motoristas estão trabalhando ao estarem logados no aplicativo e prontos para aceitar corridas. A Uber argumentava que os motoristas só estariam trabalhando quando com passageiros dentro do veículo.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO