Um jihadista na Corte Penal Internacional

Pela primeira vez, um jihadista será julgado pela Corte Penal Internacional. Trata-se de Ahmed Al-Faqi Al Mahdi, que destruiu mausoléus em Timbuktu, no Mali, em 2012…

O meliante deve pegar até 30 anos de prisão.

É pouco.

Faça o primeiro comentário