Vacina da Pfizer mostra bons resultados em Israel

Uma semana após tomar a segunda dose da vacina da Pfizer contra a Covid-19 —aquela cuja oferta o governo brasileiro desdenhou—, só 20 israelenses de um grupo de 128 mil contraíram a doença.

O dado representa apenas 0,015% do total. Normalmente, entre toda a população israelense, 0,65% das pessoas se contagiam com o coronavírus em uma semana.

LEIA MAIS na Crusoé.

Leia mais: Enquanto dezenas de países do mundo já iniciaram a vacinação contra a Covid-19, o Brasil patina entre duas vacinas.
Mais notícias
TOPO