Vaga no Supremo dos EUA favorece campanha republicana, diz analista

Vaga no Supremo dos EUA favorece campanha republicana, diz analista

Com a morte de Ruth Bader Ginsburg na sexta, 18, Donald Trump iniciou o processo para substituí-la na Suprema Corte dos EUA. A ansiedade do presidente para preencher logo a vaga tornou o Supremo americano um tema das eleições.

Na avaliação do cientista político Michael Munger, a escolha de um novo juiz da Suprema Corte terá papel mais importante para os eleitores republicanos.

“Muitos apoiadores moderados de Trump estão insatisfeitos com sua gestão da pandemia e com a crise econômica. A escolha para a Suprema Corte pode servir para tirar a atenção desses dois temas”, diz Munger.

LEIA AQUI a reportagem de Duda Teixeira na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: CENSURA À IMPRENSA: O EXEMPLO QUE VEM DO SUPREMO
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 12 comentários
TOPO